quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Olhares...



Um dia alguém olhou para meus olhos e disse "Olá".

Um dia alguém olhou nos meus olhos e disse "Eu te amo".

Um dia alguém olhou para meu olhar e disse "Você, quando decide por algo, vai até o fim, mas não esqueça que nem sempre se pode estar preparado para as consequências que virão com suas escolhas".

Um dia alguém olhou atravéz dos meus olhos e disse "Você é um poeta mórbido".

Um dia alguém olhou sorridente para meus olhos e disse "Você me faz feliz".

Um dia alguém olhou tristemente para meus olhos e disse "Você merece algo melhor que eu".

Um dia alguém desviou do meu olhar e disse "Não me olhe assim".

Um dia alguém percebeu meu olhar e perguntou "O que aconteceu?".

Um dia alguém me olhou profundamente de disse "Obrigado".

Um dia alguém me fitou apreensivamente e disse "Nunca me deixe magoá-lo".

Um dia alguém olhou angustiadamente nos meus olhos e disse "Adeus".


E agora, agora tudo isso é passado.
E o brilho do meu olhar se extinguiu e renasceu por várias vezes.

Hoje eles fitam as estrelas, e esperam,
esperam pois sabem que em algum momento,
em algum lugar,
haverá outros olhos para os quais olhar...

3 comentários ébrios:

adriane disse...

Vi que ese texto é sobre algo particular teu, mas me identifiquei um pouco com ele. E só agora, com 17 anos, eu consegui compreender que meus atos tem consequencias. Parece até que estou começando a lidar com problemas de gente grande...

adriane disse...

Aliás, esse blog anda muito triste.
Vou postar algo alegre :D

Marconi disse...

É não apenas algo particular, mas muitas coisas distintas e distantes que aconteceram, todas veridicas, e todas com grande significado pra mim...

Saber das consequencias na verdade não é tão dificil, mas sim saber medi-las (just my opinion).

Eba post alegre em seguida...