quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Impossibilidades

Seria melhor se eu te parasse. Se eu te jogasse para o alto, te cobrisse de perguntas, te guardasse em minha estante.

Seria melhor se eu te pedisse, nem hesitasse. Se te congelasse no ato do ir, te virasse em meia volta, te chamasse para sair.

Seria melhor se eu te mostrasse, te iluminasse com mil velas, te cercasse de cetim.

Seria melhor se eu nem me parasse perguntando em retóricas, me perdesse em impossibilidades, me trancasse em meu quarto, nem saísse.

Seria melhor se nada tivesse um fim.

Seria?

Acho que não.

4 comentários ébrios:

Frodo disse...

não,não seria.

Drikah ;] disse...

Adorei esse texto!s

SO.L. disse...

Seria?
Se
Se.

Marconi disse...

Seria, e não seria...