sábado, 31 de outubro de 2009

Ele voltou

Ele voltou.

O mal, aquele que surgiu ao mesmo tempo que a própria vida.
Ele, que dormia esquecido na alma de poucos escolhidos.
Ele, que fez com que as piores caracteristicas que o ser humano pudesse ter envolvesse seu coração.

Ele voltou.

Não na sua magnânima forma, não.
Foi sutil neste ponto, inteligente, como aquele que o abriga sem saber.
Voltou como raiva e poder. Como o que é na sua essência, o Mal.

Ele voltou.

Sim o equilibrio se desfez.
Sim ele vai voltar, mas vai demorar.
Enquanto o bem não aumentar, só uma verdade restará.

Ele voltou.

3 comentários ébrios:

Marconi disse...

E revira minhas veias.

Menos disse...

Bom, creio que ele nunca se vá, mas se esconda por detrás das sombras, nas entrelinhas, até re-aparecer para nos comer os rins e pulmões e nos deixar agonizando até a morte.

SO.L. disse...

Um dia, fiz uma busca de Édipo atras desse cidadão. Não imaginam minha cara de otária, ao descobrir.