terça-feira, 22 de junho de 2010

Nada.

Se realmente soubesses por onde anda o teu pensamento, já o teria abandonado.

Tu é pouco, e sinceramente, azar o teu.

Queres amor? Cave, e desenterre-o. Ele está lá, no cemitério, juntinho com o teu potencial.




Toca essa tua vuvuzela, vota nesse teu presidente, usa essa tua droga. Foda-se, beijo, abraço e tchau.

4 comentários ébrios:

Marconi disse...

E não, não estou stressado.

Caroline disse...

revoltado??

Drika disse...

Que deprimente.

Frodo disse...

pegael